Novo Desafio do Campo


Gestão inovadora como diferencial para o crescimento

Desde a década de 80, os agricultores brasileiros veem vivendo uma revolução na realidade rural. Os avanços tecnológicos, frutos de investimentos maciços em pesquisa e desenvolvimento, proporcionou novos níveis de produtividade. Além disso, permitiu a entrada da agricultura no cerrado, abrindo a porta para as novas fronteiras agrícolas, que hoje produzem mais de 14 milhões de toneladas de grãos e potencial para aumento expressivo da área plantada.

Esse crescimento da produção brasileira e a financeirização dos mercados de futuros, incluiu o produtor rural em um dos mercados mais complexos e sofisticados do globo. Com sistema econômico de precificação externa, ou seja, o produtor rural é tomador de preço e não formador do preço, faz com que, além de ficar de olho no clima, compras de insumos, plantio, manejo, custos, e todas as atividades complexas e cruciais do campo, é preciso acompanhar mercado de futuros, cambio, cenário político, fundamentos de oferta e demanda mundiais e locais, e vários outros fatores que interferem na formação do preço das commodities, compilar todas as informações e tomar decisões acertadas, como momento ideal de venda, preço, volume, tudo isso de forma harmônica com a demanda de fluxo de caixa, hedge natural de moedas e captação de recursos. Apenas em se falar, já se percebe que é uma atividade exaustiva.

Segundo a Conab, entre a safra 2013/14 para a safra 2015/16, houve um aumento médio anual de 10% nos custos de produção de soja, e aliado a isso do dia 19/08/12 para 19/08/16, houve uma redução de 34% nos valores de Cbot para o vencimento maio. Mesmo que a desvalorização do real frente ao dólar tenha amortecido a retração dos preços em reais, a rentabilidade média da sojicultora caiu significativamente, e em algumas regiões, a atividade fechou no vermelho nas últimas três safras. Isso nos mostra que, quando as margens são grandes, as perdas são toleráveis, porém quando as margens são pequenas, o mínimo faz grande diferença. Todo esse caldeirão efervescente exige do empresário rural, além de investimentos para buscar melhores produtividades, investimentos em ferramentas que o ajude na tomada de decisão, gerenciamento de risco e que maximizem os resultados econômicos da atividade.

A boa notícia é que o momento é favorável para construção de tecnologias e inovações. É fundamental que haja uma percepção e receptividade dos empresários rurais ao novo, pois essa postura será determinante para construção de resultados extraordinários na dinâmica atual do mercado.

Pensando nisso, a Techsoil, startup voltada para o gerenciamento de commodities agrícolas, tem foco integral na construção de inovações que maximizem os resultados dos negócios rurais. Na plataforma web (www.techsoil.com.br), há um ambiente colaborativo e intuitivo de fácil navegação. No blog há publicações de materiais gratuitos, como artigos e e-books. A “Calculadora da Soja” pode ser baixada para versão desktop ou mobile e o lançamento do App FARMTRADER irá revolucionar a gestão de commodities, marcando um novo tempo de interação e poder de barganha para os produtores rurais.